Name Price24H (%)
Bitcoin (BTC)
$3,500.12
-1.99%
Ethereum (ETH)
$108.56
-5.80%
XRP (XRP)
$0.299508
-4.25%
EOS (EOS)
$2.32
-4.30%
Bitcoin Gold (BTG)
$10.41
-4.39%
Como a tecnologia BlockChain pode evitar que a nossa históri...

Bitcoin

Como a tecnologia BlockChain pode evitar que a nossa história seja reescrita

Apesar da recente queda no preço do Bitcoin, as chamadas “startups” do mundo das criptomoedas estão atraindo mais investimentos do que nunca!

A revista New York Times publicou um artigo recentemente dizendo que o popular provedor do Bitcoin, a Block Chain, havia arrecadado cerca de US $30,5 milhões com programas de financiamento. Na semana passada, a Times também publicou um artigo intitulado Como o Bitcoin pode salvar o Jornalismo e as Artes, explorando a capacidade de micro pagamentos do Bitcoin para a criação de um novo modelo de distribuição de conteúdo voltando ao jornalismo, que é livre de propagandas e publicidades. No entanto, muito antes deste novo interesse e inovação provocar um interesse fora da comunidade de tecnologia, o editor chefe do WikiLeaks, Julian Assange, estava vendo a promessa da tecnologia Bitcoin como algo além de uma simples moeda.

A confluência entre a moeda digital e as escandalosas denúncias feitas por Assange surgiram pela primeira vez quando o domínio WikiLeaks enfrentou um bloqueio financeiro pelo banco americano “Bank of America”, alem de provedores de cartões de créditos e pagamentos, tais como: Visa, MasterCard, PayPal e até mesmo o Western Union. Esta ação conjunta teria bloqueado em média 95% de sua receita.

Não há dúvidas de que o Bitcoin foi utilizado para contornar o bloqueio bancário estabelecido pelos Estados Unidos. Aqui, os defensores do livre fluxo da moeda descentralizada se juntaram para ingressar na luta pela liberdade de expressão.

A ALIANÇA WIKILEAKS com o BITCOIN

Em sua conversa com o presidente executivo do Google, Eric Schmidt, também documentada em seu novo livro “When Google Met WikiLeaks”, Assange descreveu o Bitcoin como “algo que evoluiu a partir dos cypher-punks” (punks virtuais), e explicou em detalhes sobre a tecnologia subjacente que tornou possível a criação de métodos e contra medidas do WikiLeaks em relação a censura de economia do Estado. No entanto, parece que este é apenas a ponta do iceberg entre a aliança do WikiLeaks e o Bitcoin. As ramificações da tecnologia Bitcoin vão muito além apenas do domínio econômico.

Aparecendo na forma de um holograma na conferência de “The Nantucket Project”, Assange debateu sobre a importância da tecnologia Block Chain e também sobre sua relação com o jornalismo livre de censuras. Assange abordou o uso do Block Chain para criar um arquivo histórico, descrevendo-o como “o desenvolvimento intelectual mais interessante na Internet nos últimos cinco anos”. Assange ainda rebateu ao fato da arquitetura subjacente Block Chain ser uma ótima tecnologia para “fornecer a prova de uma publicação em um determinado momento”.

Veja um trechinho do debate no link abaixo:

A premissa do Block Chain parecia se unir com a missão do WikiLeaks. Em abril de 2010, Assange subiu ao palco durante o “Oslo Freedom Forum”, onde alertou sobre a enorme força de controle e poder dentro da Internet e o aumento da censura que ameaça o livre fluxo de informações. Ele falou sobre o papel vital de conteúdo intelectual humana na civilização e descreveu que, nesta era da tecnologia, tudo está se movendo para o mundo digital. Este poder, muitas vezes vencidos por poucos, tem aumentado por meio do controle de armazenamento digital e acesso à informação. Isso torna possível a eliminação ou alteração de informação que é fundamental para o registro histórico. Assange ressaltou:

Estamos nos aproximando do estado da máxima de Orwell, o dito perfeito, de que “quem controla o presente, controla o passado”. Aquele que controla os servidores da Internet, controla o registro intelectual da humanidade, e por meio do controle que, controla a nossa percepção de quem somos, e por meio do controle que, controla o que as leis e regulamentos que fazemos na sociedade.

preservando a história

Desarticulando esta força de controle têm sido a missão principal do WikiLeaks, por meio do emprego de métodos de transparência na forma de “jornalismo científico”, que teve como objetivo abrir governos e revelar suas ações por trás de portas fechadas – métodos estes que dispõem da liberação do fluxo de informações que até pouco tempo tinha sido estagnado pelo sigilo absoluto, complexidade e manipulação da informação. A organização se esforçou bastante para quebrar a máxima de Orwell e trazer o poder de moldar a história nas mãos de pessoas comuns.

Quatro anos se passaram e o WikiLeaks continua na linha de combate nesta batalha contra a censura. Em seu novo livro, Assange novamente aborda a implementação crescente de frase da sentença máxima de Orwell. Assange relatou também um exemplo de um incidente em que o jornal The Guardian retirou seis artigos a partir de 2003, sem qualquer explicação formal. Logo, Assange também enfatizou que o foco principal do WikiLeaks era preservar o “conteúdo intelectual politicamente saliente mesmo que sob ataque”, indo atrás de informações que tem sido suprimida ou excluída do público no geral.

conquistando a confiança

Assange encontrou uma solução na tecnologia evolutiva do Block Chain. Segundo ele, a rede de confiança distribuída do Bitcoin pode oferecer imunidade de controle central de qualquer registro histórico. Assange descreveu a premissa básica desta tecnologia como uma rede de consenso onde “você pode provar uma declaração particular, um consenso particular e um contrato que aconteceu em um determinado momento a nível mundial e que exige a subversão de cada jurisdição única, onde as pessoas estão gerenciando o Bitcoin para derrubar este paradigma”. Assange argumenta que:

A invenção do Block Chain fortalece ainda mais as pessoas e desafia a cultura insidiosa de propriedade e controle do Estado.

liberdade de controle

Assim como a Internet trouxe para pessoa comum o poder de criar suas próprias narrativas, a invenção do Block Chain fortalece ainda mais as pessoas e desafia a cultura insidiosa de propriedade e controle. Com as crises cambiais sem precedentes e corrupção do governo, as pessoas procuram cada vez mais alternativas ao Estado e controle corporativo. Conforme as pessoas vão evitando o aviltamento do governo, não é necessariamente um exagero imaginar que o Bitcoin pode se tornar um novo porto seguro para o jornalismo investigativo e delatores.

Muita coisa aconteceu após este debate em Oslo com a presença de Assange. Enquanto a batalha para quebrar a máxima de Orwell se itensifica, agora temos em nossas mãos uma grande ferramenta para equipar a sociedade. O Bitcoin não só pode ser usado para financiar o jornalismo revolucionário como o WikiLeaks, mas também oferecer uma plataforma descentralizada para qualquer um combater diretamente a censura de informação do Estado e desenvolver métodos adicionais de transparência contra quem está no poder. A invenção do Bitcoin sem dúvidas é apenas uma crista das ondas contínuas de uma revolução criptográfica. Como Assange mesmo disse, “isso pode nos libertar da máxima de Orwell”.

Em tempos de enganos aparentemente universais, recuperando o nosso passado no Block Chain está rapidamente se tornando um ato puramente revolucionário.

Fonte: CoinDesk.com

Adam Almeida

Comentários