Name Price24H (%)
Bitcoin (BTC)
R$21,859.88
-3.43%
Ethereum (ETH)
R$660.88
-3.86%
Litecoin (LTC)
R$293.95
-1.85%
Binance Coin (BNB)
R$27.88
-0.03%
Funcionários que só recebem o salário em Bitcoin

Bitcoin, Carteiras

Funcionários que só recebem o salário em Bitcoin

A AirBitz, provedora de carteiras de criptomoedas situada em San Diego, apareceu no noticiário 10 news da emissora ABC, já que a rede de notícias local fez uma reportagem sobre empresas da cidade que estão recebendo e pagando trabalhadores em bitcoin, e como eles “nunca veem um contra-cheque.

A AirBitz foi lançada em 2014 por seu fundador,  Paul Puey, com a criação de um serviço de carteiras seguro e simples aliado a um diretório de empresas. A Airbitz deu início ao seu diretório com 3.200 cadastrados, e a equipe de Puey acredita que a moeda é o futuro.

Todos os dez funcionários da Airbitz recebem em bitcoin e Puey diz: “ninguém recebe contra-cheque.” Puey conta à equipe de notícias como é fácil converter a moeda digital em dólares por uma taxa ou que as pessoas podem comprar cartões presente com eles. No entanto, o fundador da carteira tem a impressão de que a conversão não será mais necessária no futuro, já que, algum dia, o bitcoin será trocado diretamente por mercadorias.

Puey conta ao 10 News:

“Vai ser compra de ovos em bitcoin, frango em bitcoin e qualquer mercadoria que você deseje comprar.”

O bitcoin está crescendo na cidade com a aceitação da moeda por parte de um grupo de empresas no momento. O próprio diretório do AirBitz mostra comerciantes nos arredores. Uma dessas empresas que aceita o bitcoin é a   SD3D Printing, um novo estabelecimento de impressão 3D
localizado em Miramar que também foi mostrado na reportagem. O local é especializado em design, desenvolvimento e acabamento com sua “fazenda de impressão” de última geração.

No ano passado, a KPBS News, outro canal de San Diego, levou ao ar uma reportagem sobre comerciantes da cidade que aceitavam a moeda digital na época em que um bitcoin valia cerca de US$ 820. A matéria mostrou uma entrevista no restaurante Downtown Johnny Brown’s e em um bar de cerveja artesanal que aceita a criptomoeda. Quando perguntado pela KPBS sobre o motivo pelo qual começou a aceitá-la, o proprietário Sean Cole disse que seu sócio o convenceu sobre o bitcoin. “Quando percebemos que havia um mundo de gente aí fora usando o bitcoin, que era transformado em dólares facilmente, dissemos “por que não” e começamos a aceitar a duas semanas atrás,” explicou.

Comentários

Bitnami