Name Price24H (%)
Bitcoin (BTC)
R$22,183.25
-3.43%
Ethereum (ETH)
R$670.66
-3.86%
Litecoin (LTC)
R$298.30
-1.85%
Binance Coin (BNB)
R$28.29
-0.03%
O Bitcoin vai resolver o problema da transferência de dinhei...

Bitcoin

O Bitcoin vai resolver o problema da transferência de dinheiro com ou sem as Western Unions da vida.

No final dos anos 90, os computadores pessoais e a Internet estavam cada vez mais encontrando seu caminho em lares americanos, mas havia aqueles que não queriam reconhecer o poder disruptivo ou potencial que teriam, ou talvez se sentiram ameaçados pelo seu surgimento (por exemplo, “Eu nunca vou parar de ler jornal(de papel)!”).

O mesmo aconteceu no início de 2000, quando empresas como a Paypal surgiram e mudaram para sempre a nossa disposição de pagar através da Internet – incluindo o pagamento a completos estranhos. Como PayPal rapidamente se tornou onipresente e foi mudando a indústria de pagamentos e comércio, a maioria dos grandes bancos e associações de cartão de crédito começaram a reagir contra o Paypal, citando segurança, proteções e obstáculos regulatórios como razões para o PayPal hesitasse.

Infelizmente para eles, o que deveriam ter feito durante esse tempo era inovar e melhorar a vida dos clientes. Coisa que se o tivessem feito poderiam provavelmente ter eliminado a necessidade de existir uma empresa como o PayPal.

Hoje estamos vendo a história se repetir. Mesmo filme, mesmo guarda-roupa, terno e gravata, mesmo diálogo, e que parece ser um caminho rápido para o mesmo final. A Western Union, que interrompeu o uso de telegramas em 2006, disparou muitos tiros nas últimas semanas diretamente destinados ao Bitcoin, especificamente para moedas digitais em geral.

Tudo começou com o seu CIO (Chief Information Officer) dizendo que bitcoin não era confiável e era “uma solução em busca de um problema a ser resolvido”, e logo seguiu-se a apresentação de ações judiciais em torno violação de direitos autorais após um anúncio que se tornou viral no Facebook zombando do custo de remessa de dinheiro através da Western Union versus o custo de remessa do Bitcoin.

BitcoinWesterUnion

Mais recentemente, os detalhes do comentários da Western Union no regulamento proposto à BitLicense de Nova York foram revelados, no qual a WU insistiu que o bitcoin deve ser mais regulado, ao mesmo tempo pedindo em seu próprio favor, tipo “vocês poderiam também, por favor, nos deixar em paz em algumas coisas?”.

Existem muitos problemas para os quais a tecnologia bitcoin apresenta solução, mas o que rapidamente vem à mente é o de mais de 5 bilhões de dólares ao ano que a Western Union leva de indivíduos que tentam enviar fundos de remessas para os membros da família que precisam tanto em casa em tantas partes do mundo. As taxas cobradas para remeter fundos tendem a ser inconsistentes e exploratórias, que de 5 a 28 por cento, dependendo da combinação cidade e país.

Dado o custo inerente quase zero do bitcoin, mesmo que sua única aplicação no mundo fosse a de eliminar essas taxas de dois dígitos e colocar mais de 5 bilhões nas mãos das pessoas cujas vidas melhorariam bastante, então já vale à pena erradicar o problema com esta solução.

Um outro grande exemplo foi a Blockbuster na década de 2000, que, muitas vezes gostava de soar o alarme sobre o porquê de streaming de vídeo online era um nicho de negócio, e até desperdiçou a oportunidade de adquirir Netflix por 50 milhões de dólares na época. Hoje a Netflix tem uma capital de 21 bilhões de dólares no mercado e Blockbuster cessou suas atividades.

Mas assim como a Blockbuster (e os bancos) ficaram cegos e com postura defensiva na década de 2000, a Western Union corre o risco de em breve evoluir para nada mais do que uma página da Wikipedia. O Bitcoin é uma tecnologia como o streaming de vídeo, não uma empresa como a Netflix. Ele não está tentando preservar os lucros ou agradando os acionistas.

Bitcoin é uma tecnologia que, assim como a Internet e a telefonia móvel, pode muito bem acabar sendo a mais importante inovação que temos visto nas últimas décadas.

O Banco Mundial estima que 450 bilhões de dólares em envios de remessas para os países em desenvolvimento ocorrerá em 2015, o que é três vezes maior do que o total de ajuda ao estrangeiro que serão enviados para esses mesmos países. Infelizmente, 36 bilhões de dólares desses pagamentos nunca alcançarão os indivíduos ou famílias que foram destinados a ajudar por causa das taxas cobradas.

A beleza do advento do bitcoin é que não há necessidade de se esperar que uma autoridade ou governo centralizado tente “consertar” o problema com uma “solução” falsa que apenas muda os dólares entre corporações gigantes. A estrutura de baixo custo do Bitcoin e a capacidade de integração em potencial com todos os dispositivos móveis elimina os custos necessários para o transporte do dinheiro, tornando os 36 bilhões em taxas completamente desnecessários – 36 bilhões de dólares que vão fazer muito bem ao mundo em desenvolvimento.

Quando essa revolução em pagamentos se tornar padrão e verdadeiramente melhorar a vida das pessoas lhes trazendo o dinheiro de volta, então haverá um verdadeiro teste para ver o que os “jogadores” aprenderam com os erros históricos. A história tem mostrado que ficar à espera para ver o que acontece ou jogar defensivamente não vai mudar o mundo.

Fonte: TechCrunch

Comentários

coinmag

Minerador de bitcoin aposentado (de julho/2011 a abril/2014) e grande entusiasta da criptomoeda, acreditando-a capaz de provocar grandes e favoráveis mudanças no mundo financeiro. Você pode fazer doações (tipping) para Marcus no endereço marcuscoelho.tip.me Marcus mantém também seu próprio blog verdadeproibida.com onde advoga contra a conspiração da Nova Ordem Mundial.

Bitnami