Name Price24H (%)
Bitcoin (BTC)
$3,552.64
-0.57%
Ethereum (ETH)
$116.46
-1.25%
XRP (XRP)
$0.314671
-0.94%
EOS (EOS)
$2.42
-0.56%
Bitcoin Gold (BTG)
$11.05
0.10%
Os DAAPS – Aplicativos Descentralizados – da Eth...

Bitcoin

Os DAAPS – Aplicativos Descentralizados – da Ethereum estão chegando

Uma plataforma é definida por seus casos de uso. Se surgem aplicativos excelentes, a plataforma é considerada um sucesso. Se não, a plataforma desaparece na lixeira do histórico do computador. Então fui procurar os novos DAPPS (aplicativos descentralizados) que estão surgindo na plataforma Ethereum.

Os DAPPS se parecem com aplicativos normais. Isso é intencional. A Ethereum tornou habitual o papel da criação de interfaces de usuário para desenvolvedores acostumados a implantar na nuvem. Ao invés de distribuir para o AWS ou outra fazenda de servidores, você distribui para o Ethereum, ou seja, para um blockchain descentralizado. Você pode criar a interface do usuário em HTML ou QML (o QML é otimizado para dispositivos móveis, você pode ler os conceitos básicos aqui). Isso é coisa de maratona de programação. Você pode criar um DAPP em horas. Então haverão muitos DAPPS descartáveis que jamais serão lançados. Também existirão muitos DAPPS que serão lançados e irão desaparecer na escuridão. Ainda são os primeiros dias da onda da descentralização e os grandes vencedores ainda sequer foram idealizados, muito menos lançados.
Aqui estão três que parecem promissores no nível de usuário final: o Slock.it, o Augur and o Vunk.

Slock.it

Internet das Coisas, Economia do Compartilhamento, Blockchain. O Slock.it atinge todos os três. Se isso parece uma aventura criada por um gerador de jargões do momento aleatórios para atrair investidores, deixe a descrença de lado por um instante porque o Slock.it pode ser bastante útil.
Slock quer dizer bloqueio inteligente. Se você usa a AirBnB como anfitrião ou hóspede, descobre que o bloqueio é a chave. Em um hotel tradicional, você tem uma recepcionista para dar uma chave para o hóspede após confirmar o pagamento. Se você se hospeda com um anfitrião da AirBnB, precisa coordenar o horário de chegada para que o anfitrião esteja lá e permita que você entre. Esse é um ponto problemático para ambas as partes. Escrevi pela primeira vez sobre essa crescente necessidade em setembro de 2015 depois de usar a AirBnB.
Em um uso mais recente da AirBnB, havia um cadeado controlado por algum dispositivo Samsung que era desbloqueado por um número enviado para mim pelo meu anfitrião através de uma mensagem de texto. Aquilo foi uma melhoria.
E se fosse uma transação menor, tal como o aluguel de uma bicicleta ou de uma máquina de lavar roupa? É nisso que o Slock.it está focado. Tecnicamente, o código deles é implementado em uma fechadura inteligente usando algo como o Rasberry Pi para criar o bloqueio inteligente. Eles não criam a fechadura inteligente, mas dão a capacidade de executar transações ao fabricante da fechadura inteligente porque o bloqueio inteligente da Slock.it funciona no blockchain do Ethereum.

O Slock.it cita máquinas de lavar roupa e bicicletas como casos de uso. O último é ilustrativo e o usarei no exemplo.
Como dono da bicicleta, você define o preço do depósito e do aluguel. O DAPP mantém o depósito em caução até que o locatário devolva a bicicleta. Como locatário da bicicleta, você paga o depósito e, no final do período do aluguel, recebe o depósito de volta menos o custo do aluguel. O dono da bicicleta recebe o dinheiro do aluguel. Tudo isso é feito no próprio bloqueio. É um bloqueio inteligente executando um contrato inteligente. Não há um serviço centralizado. Isso é radical.
Posso considerar isso como um tipo de versão descentralizada da “Boris Bike” em Londres ou uma versão mais controlada das bicicletas brancas gratuitas em Amsterdã. Adoraria usar o serviço quando visitar as cidades.

Augur

O Augur é um DAPP que já analisamos em maio de 2015. É um mercado de previsão descentralizado. Mercados de previsão não são uma novidade. Nem sites de aposta, que são simplesmente uma forma de transformar uma previsão em dinheiro. Prevejo que o cavalo Harry The Horse vencerá a corrida de 3.45 em Cheltenham e, se eu estiver certo, recebo uma recompensa. Ou posso fazer uma aposta arriscada de que Bernie Sanders será o próximo presidente dos Estados Unidos. Ou de que a Lending Club valerá muito mais ou muito menos do que os atuais US$ 6,8 bilhões. O Augur dará uma recompensa para você por fazer a previsão correta.
“Por que mercados de previsão precisam de um blockchain descentralizado?”
Você poderia criar um mercado de previsão financiado coletivamente usando sua linguagem de programação favorita e colocá-lo no AWS.
A resposta do Augur à essa questão é de que mercados de previsão centralizados sofrem de dois problemas:
• Eles podem ser fechados. Isso pode acontecer por uma infinidade de razões – regulamentação, falência, fraude.
• Alguém deve informar o que aconteceu para desencadear o pagamento. Em muitos mercados, isso é bastante óbvio. Posso ver se Harry The Horse venceu a corrida de 3.45 em Cheltenham, será notícia de primeira página em qualquer lugar se Bernie Sanders tornar-se presidente e é fácil acompanhar o preço da Lending Club. Na cauda longa, você não pode depender das informações de instituições. A chance de um especialista no qual se confia para informar um evento estar sujeito à fraude ou a erros é alta. Então você precisa de uma rede descentralizada não confiável para fazer a comunicação. O interessante em um mercado de previsão descentralizado é que ele pode cobrir muito mais mercados e eventos, desde que hajam pessoas o bastante informando sobre aquele evento para ser significativo estatisticamente.
O Augur viabiliza a cauda longa dos mercados de previsão.

FreeMyVun

O FreeMyVun permite que você negocie o seu “lixo virtual” que acumula enquanto joga videogames. Não sendo um gamer, testei a ideia com um gamer adolescente e, a partir dessa amostra de uma pessoa, recebi um grande sinal positivo. Citando o que ele disse:
Qualquer um que já jogou um videogame já pensou consigo mesmo: “Não seria legal se eu pudesse trocar meu DoomHammer do World of Warcraft que não uso mais pela Galil do meu amigo no Call of Duty: Black Ops!”
Isso ilustra o poder do blockchain para acionar quase qualquer coisa. Ele pode ser a troca de valor descentralizada. Moedas fiduciárias são o óbvio exemplo dominante, mas isso também aplica-se aos Altcoins e aos pontos de fidelidade. O interessante no FreeMyVunk é que ele começa em um mercado no qual jovens adotantes iniciais podem se identificar.

Existem várias razões pelas quais venho sendo um fã do Ethereum desde que o vi no verão de 2014. Ele pontua razoavelmente bem nos 8 critérios sugeridos pela Daily Fintech Advisers para avaliar plataformas de blockchain:

• Financiamento adequado: As plataformas precisam de financiamento suficiente para serem desenvolvidas e suportadas adequadamente.
• Fonte de financiamento: A motivação dos investidores importa para os desenvolvedores no longo prazo, já que pode forçar a plataforma em uma direção que pode não estar nos interesses dos desenvolvedores da aplicação. Na venda de sistemas não confiáveis, as motivações dos investidores ganham destaque. O tradicional modelo de capital de risco foi ampliado por questões monetárias de um algum tipo ou outro e também levanta questões de motivação.
• Modelo comercial: A maior parte dessas plataformas é de código aberto. Algumas estão visando o tipo de modelo “Red Hat”. Outras querem ganhar dinheiro a partir de uma moeda que controlam. Outras querem uma fatia da torta do aplicativo. Os desenvolvedores precisam entender o modelo comercial e decidir se estão à vontade com ele.
• Modelo de confiança: Em quem você precisa confiar? Algumas, tais como a Ripple e a Stellar, exigem a confiança em uma moeda controlada por uma instituição.
• Isso pode ser uma decisão pessoal, ou seja, desenvolvedores diferentes acham coisas diferentes fáceis ou difíceis. Os desenvolvedores buscam por algo que use uma variedade de linguagens familiares e que abstraia a complexidade de uma rede descentralizada. Hoje, estão na fase de experimentação onde desenvolvedores de aplicativos estão criando seus MVP (em inglês, produto viável mínimo), e através dele, estão aprendendo que é verdadeiramente fácil de usar.
• Desempenho e confiabilidade: É cedo demais para se dizer. Ouvimos argumentos teóricos para diferentes plataformas, mas teremos que esperar até que seja possível termos o teste de aplicativos por terceiros em diferentes plataformas.
• Bitcoin, Alt ou nenhum: Este é um debate acalorado no momento. Muitas pessoas acham que plataformas de blockchain devem usar o Bitcoin e é por isso que muitos apoiam as contrapartes e o Blockstream. O argumento de que se deve usar o Bitcoin é irrelevante para a maior parte dos desenvolvedores de aplicativos, os quais só querem saber se seus aplicativos precisam do Bitcoin, de uma moeda baseada em Alt ou de nenhuma moeda.
• Camada na pilha: Algumas pessoas criticam o Ethereum por tentar demais. Nesta visão, é melhor oferecer menos funcionalidade a um nível menor na pilha. A Maidsafe e a ERIS posicionam-se dessa forma. Isso atrai desenvolvedores que valorizam o controle (talvez mais do que a velocidade para o mercado).

O Ethereum claramente conta com o interesse dos desenvolvedores. Sua recente conferência de desenvolvedores em Londres tinha 400 pessoas em participação física e 15.000 assistindo a transmissão ao vivo.
No entanto, nada disso importa a menos que vejamos aplicativos reais e úteis. A prova do pudim está no ato de comer, não nos ingredientes ou nas instruções. É por isso que estes 3 DAPPS importam e porque espero ver muitos mais escoando pelo funil da inovação.

Os três que analisei estão no topo da pilha. São aplicativos para usuários finais. Você e eu podemos nos imaginar usando eles. Existem outros que estão situados no meio da pilha. Os usuários finais destes aplicativos estão mais propensos a serem os desenvolvedores que os integraram em aplicativos voltados para usuários finais. Isso poderia ser chamado de middleware, mas nada tem em comum com o middleware que lembramos da tecnologia centralizada tradicional. Aqueles que parecem interessantes são:
Duas startups de identidade digital no blockchain que analisamos em maio de 2015 – a OneName e a ShoCard.
MakerDAO. O Dai Credit deles é um criptotítulo que paga juros com base em um caução que pode ser algo como o Ether. Será em código aberto e então vai ser avaliado por qualquer desenvolvedor que veja o Ethereum como uma plataforma de código aberto.

No mundo do blockchain empresarial, os bancos estão criando aplicativos de prova de conceito usando blockchains autorizados. Estes aplicativos de consumidor vão para um nível adiante. São produtos viáveis mínimos (MVP) lançados na selva de um blockchain não autorizado. O desenvolvedor da prova de conceito pode conseguir um público interno de algumas centenas de pessoas. O desenvolvedor do MVP pode conseguir o alinhamento entre o produto e o mercado (em inglês, PMF) e ser visto por milhões. Teremos que esperar e ver quais chegam ao PMF, mas, conceitualmente, parecem sólidos.

Para mais informações sobre DAPPS, visite: http://dapps.ethercasts.com/

Fonte: BankInovation

Redação

Comentários