Name Price24H (%)
Bitcoin (BTC)
R$20,291.73
-3.43%
Ethereum (ETH)
R$613.47
-3.86%
Litecoin (LTC)
R$272.86
-1.85%
Binance Coin (BNB)
R$25.88
-0.03%
Tunísia irá oferecer serviços de sua moeda nacional com bloc...

Bitcoin

Tunísia irá oferecer serviços de sua moeda nacional com blockchain

A Tunísia se tornará o primeiro país do mundo a operar sua moeda nacional através do blockchain. No entanto, o blockchain em questão é uma versão avançada da usada pelo Bitcoin, criada pela Monetas.

Com uma população de aproximadamente 11 milhões de habitantes, a Tunísia tem mais de 3 milhões de pessoas sem acesso a serviços bancários. No entanto, 600.000 pessoas usam o eDinar, uma versão digital da moeda nacional, através da La Post Tunisienne (The Tunisian Post, equivalente aos Correios no Brasil), uma empresa pública estatal que é a única entidade não bancária autorizada a recolher poupanças. O The Tunisian Post vem oferecendo manutenção de contas desde 1918, enquanto o banco nacional de poupanças foi criado em 1956.

A plataforma criada pelo Tunisian Post utiliza o blockchain para permitir a realização de várias transações em todo o mundo.

“Temos o prazer de estarmos trabalhando em parceria com o governo tunisiano, a National Post e a DigitUs para aumentar a inclusão financeira com uma plataforma de dinheiro móvel aberta que é capaz de funcionar em redes móveis. Este é um primeiro passo importante rumo a um mundo mais livre e próspero”, disse Johann Gevers, fundador e presidente da Monetas.

“A La Poste é uma instituição muito importante e confiável, e está no centro das iniciativas de inclusão financeira na Tunísia. Na La Poste, estamos em uma jornada de transformação para modernizar nossos serviços com tecnologias inovadoras e fortalecer a economia digital. O digital, o móvel e a Internet são elementos importantes nesta transformação. A Monetas e a Digitus nos ajudam contribuindo com estes ingredientes” declarou M. Moez Chakchouk, presidente da La Poste Tunisienne.

No entanto, a Monetas não vai se limitar a Tunísia.

“O fortalecimento da inclusão financeira de 2,5 bilhões de pessoas sem acesso a serviços bancários em todo o mundo começará na África, depois prosseguiremos com a expansão para a América Latina, seguida pelo Sudeste Asiático”, declarou Gevers em uma entrevista.

Na Tunísia, a Monetas opera juntamente com a Post e a startup local DigitUs. Os 600.000 usuários existentes do eDinar terão suas contas e serviços na nova tecnologia assim que as devidas auditorias forem concluídas.

Comentários

Bitnami