Name Price24H (%)
Bitcoin (BTC)
$3,256.81
-1.9%
Ethereum (ETH)
$84.80
-2.0%
Bitcoin Gold (BTG)
$10.91
-3.6%
XRP (XRP)
$0.289419
-3.29%
EOS (EOS)
$1.85
-1.22%
Como funciona a corretora B2BX

Trades

Como funciona a corretora B2BX

Um dos principais problemas dos profissionais bancários e financeiros é que eles não têm acesso direto à criptomoeda. Existem limitações tanto legislativas quanto técnicas aqui. Para resolver esse problema, a empresa B2BX lançou um agregador de liquidez de criptomoeda para operação em margem e câmbio, assim como para a distribuição de liquidez para corretores. Quais são os principais aspectos do funcionamento do agregador?

Deve-se notar que o agregador não está completamente funcional no momento. Mas, depois que a ICO for realizada e os tokens forem liberados, a B2BX receberá os recursos necessários para a maioria dos planos que ajudarão a iniciar o funcionamento em todas as três direções principais.

Operação de câmbio e câmbio com entrega física

A legislação japonesa, que é altamente leal com criptomoedas, pode ajudar nisso. A questão é que, em 1º de abril de 2017, foi sancionada uma lei no Japão permitindo que empresas japonesas que lidam com criptomoedas a usarem a bitcoin e a ethereum para pagamentos mútuos.

A B2BX irá operar e cambiar usando uma empresa com a JFSA, a licença japonesa. Contudo, são aplicados requisitos bastante rigorosos nesse caso às empresas que lidam com criptomoeda, tais como:

  • Licença autorizando operações com criptomoeda;
  • Recursos de reserva em um valor não inferior a US$ 100.000;
  • Declaração periódica para autoridades regulatórias financeiras, bem como auditoria externa por autoridades fiscais;
  • Escritório no Japão. A empresa deve ter dois diretores, ambos no Japão.

 

Operação em margem

A B2BX aplica outro método para esse tipo de atividade – uma empresa com a licença de Vanuatu (VFSC). Há planos para o uso de mais licenças no futuro, como CySEC (Chipre), FCA (Reino Unido) e ASIC (Austrália).

A liquidez de criptomoeda em margem será distribuída através da rede de parceria dos corretores com a licença correspondente.

A liquidez em margem agora é permitida. Isso significa que os corretores receberam permissão dos principais reguladores; portanto, eles oferecem uma possibilidade para que seus clientes de varejo operem criptomoedas com alavancagem. A operação é realizada com o uso de contratos por diferença (em inglês, CFD) para criptomoeda sem o câmbio real de ativos. O contrato CFD é um instrumento derivativo que pode ser cotado por um corretor por iniciativa própria ou transmitido por provedores de liquidez.

Isso significa que, se uma conta for designada em moeda fiduciária, uma pessoa que compra bitcoin na verdade adquire um contrato CFD. Em outras palavras: o preço pela bitcoin. Dessa forma, o saldo designado na moeda do corretor mudará dependendo do preço da bitcoin.

É muito mais fácil se o corretor tiver uma licença de formador de mercado. Nesse caso, o corretor pode cotar esse instrumento derivativo por iniciativa própria. Se o corretor não tiver essa licença, o processo é um pouco diferente. Nesse caso, a liquidez é tomada de um provedor de liquidez e continua a cobrir todas as ordens na contraparte externa.

A corretora B2BX permite que os corretores associem suas plataformas de operação à liquidez da criptomoeda.

Agora, o agregador recebe a liquidez das 5 maiores corretoras. Depois que a ICO for realizada, 35 corretoras relativamente pequenas e as 5 maiores possibilitarão a operação de criptomoeda para os clientes.  Além disso, a empresa está planejando agregar pedidos de corretores e empresas juntamente com o desenvolvimento do mercado, e a criação do maior agregador de liquidez de criptomoeda.

Câmbio de criptomoeda

A B2BX irá oferecer aos seus clientes o mais fácil processo de câmbio de criptomoeda para moeda e criptomoeda. A empresa está fazendo todo o necessário para isso, incluindo a aquisição de todas as principais licenças. Além disso, é planejada a abertura de escritórios em todas as legislações importantes para operações financeiras, a divulgação no modelo baseado em agentes, e muito mais.

Redação

Comentários